Sobre batom Illamasqua – Obey

por Naiara

A Illamasqua é uma marca de Londres, porém, seus produtos são fabricados na Alemanha. Relativamente nova, entrou no mercado bombando prometendo propiciar cores intensas e bafônicas. E é verdade – a marca tem toda uma vibe artística, vintage, drag. Amiga dos animais, é praticamente a MAC britânica, pois a qualidade e o preço dos produtos são equivalentes. Foi só a Vic Ceridono postar no blog dela sobre os batons, que a blogosfera de beauté entrou em colapso – todo mundo queria aquele batom que ela tava usando. Na época achei bonito tal e coisa, mas nem dei bola – não era a loca dos batão ainda. Mas daí começou a piração snob-vocês-já-conhecem-a-história e enfim, decidi que QUERIA. A cor – obey – é LIMDRA, um coral pastel assim. E quando me disseram que ele era mais matte que o snob, fiquei louca. Comprei, junto com o Myth.

A embalagem achei chiquetosa – quadrada, diferente dos da MAC. Mas o que impressiona mesmo é a cor e a textura. É o que se pode chamar de batom MATTE mesmo. Ele é super seco, exige até um certo cuidado na hora de aplicar. É preciso estar com a boca muito bem hidratada – mas eu resolvo essa questão passando um balm antes.

Ei-lo:

swatch obey illamasqua

Myth metido ali no meio. Ignorem.

Demorei um pouco pra assimilar a cor, pois ela é ao mesmo tempo clara, mas bem ousada. É o que eu chamaria de um pastel-neon. Talvez não orne em todas as tonalidades de pele, mas não sei dizer. Agora estou amando! Parece que dá uma alegrada na maquiagem básica do dia. E o melhor: dura horrores. Mais que Snob. Mesmo que saia um pouco a cor, sempre fica um pouquinho nos lábios.

Abaixo a que vos escreve usando com make básica mac pigment blue brown:

usando obey

eu falei que era neon

Recomendo pra quem curte acabamento opaco e afins. Dê uma olhada no site da Illamasqua e se apaixone pelas cores!

Anúncios