Sim, é sobre maquiagem sim

Tintura de sobrancelhas

Já comentei aqui que a coisa que mais mudou minha vida foi preencher a sobrancelha, né. Dá outro aspecto ao rosto, parece que tudo fica em harmonia. Mas não é todo dia que dá vontade de fazer barba-cabelo-bigode, e muitas vezes as circunstâncias não permitem. Uma solução ótima é tingir os pelos (ou pêlos? não sei se ainda tem acento) com um produto específico, assim podemos pular esta etapa da maquiagem. É especialmente prático quando vamos viajar ou sair de férias e ficar de boa na lagoa.

Eu sempre fazia a minha numa estética lá da roça, mas aqui no Rio de Janeiro fica complicado por causa do valor. Como sou metida, pesquisei, pesquisei e achei a tinta que a mulher da estética usava em mim. Eis a linda RefectoCil:

Pesquisei por tudo onde comprar e fui achar justo aonde? No Mercado Livre. A RefectoCil é dum país lá da Europa que agora esqueci e estou com preguiça de procurar (não é o melhor blog que você já leu? cheio de informação) e ela não só colore a sobrancelha como também dá um aspecto de pelos mais grossos, deixando-as bem mais destacadas e até mesmo, porque não, saudáveis. Ela também serve pra pintar os cílios se quiser, mas aí precisa duns aparatos lá mais malandros.

O kit vem com a tinta, o oxidante e um palitinho de plástico. A mistura fica com uma textura estranha tipo uma pasta e confesso que apanhei na primeira vez que fui usar, mas depois peguei o jeito. É só passar e fazer o desenho da sua sobrancelha, aguardar, e remover com algodão. Tchans. Sobrancelhas pintadinhas e bem naturais.

Esse tutorial aí embaixo me ajudou muito na hora de aplicar. Eu faço a mistura numa tampinha desses containers de sombra em pó (é uma quantidade mínima), misturo bem e uso um pincel de maquiagem pra passar. Aqueles aplicadores de rimel também ajudam a espalhar melhor a tinta, mas acho que uma escova de dentes também deve fazer o serviço. Tem que aplicar uma camada grossinha. Aí é só fazer o desenho com um cotonete, removendo os excessos.

 

As primeiras semanas são as melhores pois o sombreado da tinta ainda fica na pele, mas o pelo fica colorido por uns bons 2 meses ou mais. Recomendo muito pra quem tem pouca sobrancelha ou pelos muito claros. Existem umas 9 opções de cores, do loiro claro ao preto, e tem até vermelho! A minha é o 3.1 Light Brown, mas tô pensando em adquirir a 3 pra misturar.

Comprei com este vendedor aqui e chegou rapidinho! Fica aí a dicona, de nada.

Anúncios

Tightlining: é de comer?

Nessas minhas andanças pela web em busca de pauta para este humilde blog e deleite de minhas fiéis leitoras, andei me deparando com essa nova técnica, ou seria apenas um termo, esse tal de tightlining. Eu adoro descobrir formas novas de fazer as coisas ou trucões de beauté e quando vi esse esquema fiquei bem empolgada.

Tightlining significa preencher a junção dos cílios e a linha d’água com cor. A diferença é visível no look principalmente quando feita nos cílios superiores, pois dá a sensação de maior volume e destaque pra os olhos. Acho que o mais comum é fazer em preto, mas já vi que rola com marrom, azul marinho (navy), etc.

A diferença entre delinear normalmente e tightlining é que no tightlining não preenchemos a linha d’água completamente, apenas rente aos cílios, pois a idéia é de uma beleza natural, destacando o olhar sem pesar. Dá pra ser feito com um lápis porém dizem que acumula muito entre os pelos. Eu estou fazendo com delineador em gel (MAC Fluidline Blacktrack) e pincel chanfrado. Já tem por aí até produtos específicos pra isso, os chamados cake liners – a Laura Mercier tem um bem famoso entre as praticantes desta técnica.

O tighlining é uma daquelas coisas que muda tudo na sua rotina de maquiagem, é tipo começar a preencher a sobrancelha. Depois que comecei, nunca mais consegui ficar sem. Com tightlining o olho fica mais ‘acordado’, os cílios ficam com aspecto mais cheio e volumoso, sem contar que se você é naturalmente loira como eu vai ver como melhora aquele espaçamento dos cílios com a pele, fica sempre aquelas partes branquinhas e isso também é ótimo na hora de fazer um olho com sombra dramática, pra não aparecer aqueles pedacinhos de pele no meio do esfumadão preto.

Não sei se consegui explicar direito o conceito mas aqui vai uma tentativa frustrada de mostrar o efeito:

Favor ignorar os cílios debaixo, porque já tava tudo remelento afinal, era resto de maquiagem do fim do dia. Mas olhem a parte de cima, não parece que os cílios ficam mais cheios? dá um destaque maroto sem parecer que está mega maquiada e delineada.

Neste vídeo a menina mostra como fazer, ela está usando o cake liner da Laura Mercier mas eu consegui perfeitamente com o delineador em gel. Diz que com lápis não é muito bom porque tende a empelotar demais e transferir pra linha d’água inferior, e muitas vezes esse não é o objetivo. Acompanhem:

 

Eu já comecei a fazer e peguei o jeito rapidinho, dá um pouco de aflição de pensar em delinear beeem ali mas nem é ruim! Aqui também tem um artigo muito bom sobre tightlining, recomendo a leitura.

Sobre esmalte e unha lascando

Eu falei que esse dia chegaria, que teria que falar sobre esmaltes por falta de assunto, mas na real é um problema recorrente na minha vida, eu não sei como surgiu só sei que ultimamente uma coisa que tem me acometido é essa tal de: dermatite. São pequenas bolhinhas (beem pequenas) de água que dão nos dedos. No começo elas só ficavam ali mas ultimamente elas coçam e machucam os dedos, deixando a pele grossa e escamando depois que explodem ou secam, é muito horrível. Fui conversar com meu dermatologista, o Google, e parece que a causa é meio que psicológica e que não tem muito como tratar. Mas além dessa dermatite minhas unhas estavam lastimáveis desde que me mudei pros EUA. Eu achei que era alguma coisa na água ou alimentação de lá, porém quando voltei as coitadas continuavam escamando e não conseguiam crescer.

Considerei alergia a esmaltes e até adquiri uns hipoalergênicos pra fazer um teste. Nessas de pesquisar esmalte hipoalergênico li que os esmaltes da Colorama não contém formaldeído e tolueno e aí vi essa coleção África à vista. Tinha cores lindinhas, mas dentre elas gostei dessas duas: Cipó e Flor do deserto, porque eu não tinha nenhum esmalte rosa.

Eu amei esse Cipó. É um nude mas não muito nude pra mim, que sou brancona. Fica uma parada meio caramelo mas não tão escuro. Tem uma foto (bem ruim) de instagram aqui, mas acho que a cor nem tá muito fiel.

E esse rosinha é fofo né, mas nada extraordinário, acho que existem rosas melhores (o meu favorito é o Cintura Baixa, da Risqué), mas é bonito, não muito escandaloso.

Achei a fórmula bem boa, o tipo de esmalte que 2 camadas tá bom e não fica aquela coisa com 3 mm de espessura. Claro que esmalte novo é sempre uma maravilha né, mas eu lembro de ter um outro dessa linha Nutriverniz e ele tá super velho mas até esses dias atrás tava usando de boa. Então está aprovado com precinho nacional e tudo mais.

Agora o que tem me salvado mesmo e feito meu esmalte durar muito mais foi essa base niveladora aí. Eu percebi que minhas unhas estavam com umas ondulações bizarras, e essa base como obviamente diz o nome faz uma camada que nivela a unha, deixando-a lisinha e pronta pra receber a cor. Constatei que além de prolongar a duração da cor minhas unhas tem escamado bem menos, pois elas estão protegidas por essa base mais grossinha e você vê que ela meio que adere à unha.

Agora voltando a esse assunto agradável da dermatite, não sabendo como tratar minha mãe me informou que minha tia tem também esse problema e que resolveu tomando vitaminas do complexo B. E foi aí que comecei a tomar e as espinhas surgiram, que maravilha hein, você toma um negócio pra melhorar a unha aí tua pele vira uma coisa horrorosa. Mas melhorou mesmo, parou de lascar e escamar e agora acho que finalmente conseguirei deixar as malditas crescerem de novo. Por enquanto não tive mais nenhum surto de dermatite mas percebo vez ou outra uma bolinha isolada. Não sei se vou conseguir me livrar disso tão cedo. Quanto às espinhas, o dermatologista, digo, Google, disse que depois de umas duas semanas tudo volta ao normal e a pele tende a melhorar. Aguardemos.

Inspirações de Paris

Vocês devem pensar “nofa, ela acompanha a semana de moda de Paris?”, bem, talvez nem pensem, mas a verdade é que não acompanho não. Só tive idéia pra isso porque minha amiga e rumeite Ana Heloisa Jornalistona de Moda Internacional Costa me mostrou algumas fotos e achei interessante porque são ótimas referências visuais e inspiração para aqueles dias que você tem um evento massa e não sabe o que fazer.

Separei algumas fotos da beleza de marcas que desfilaram na Semana de Alta Costura Paris Fall Winter 2012/2013 (UFA) que achei mais usáveis e/ou adaptáveis, pois tinha vários horrorosos ou conceituais demais que nem tem graça. Aqüendemos:

Dá pra usar um batom vermelho com olho mais marcado, acredite se quiser. A gente conhece bem aquela regra ‘ou olho ou boca’ mas é legal ser transgressora de vez em quando. Dá pra ver que a quantidade de blush é mínima nesse look de Jean Paul Gaultier e o vermelho está mais aberto que um Ruby Woo por exemplo. E é bem simples de fazer, só um lápis preto esfumadão, batom, gloss a gosto e um tico de bronzer. Gostei também da pele que tá com uma luminosidade bem natural.

Nunca vi mais gordo este estilista. Até deve ter um acento em algum lugar do nome dele que eu não coloquei. Ai eu adoro esse olho defuntinho, que esfuma tudo, essa coisa meio grunge, e essa Sombra marrom meio avermelhada que eu adoro?  Acho que ela é esfumada meio ‘agatinhando’ nos cantos, com blush (ou seria bronzer, nem sei, chamem a Ceridono) laranjado e boca simplinha nude.

Essa beleza da Versace está surpreendentemente muito usável e mais perto da maquiagem dragnística nossa de cada fim de semana. Apenas sombra dourada e marrom cintilante com canto esfumado de preto, num formato mais puxado também, mas não tanto. Dourado iluminando o cantinho do olho, batonzinho pêssego quase nude e cílio postiço volumoso, que eu nem faço questão.

Mais um que nunca ouvi falar mas gostei pela simplicidade. Geralmente vemos umas coisas escalafobéticas nesses desfiles de Alta Costura, mas esse é um exemplo prático do uso do batom vinho ou uma cor mais escura. Apenas uma pele bem feita, rimelzinho e pá!

Aí ó, tá valendo a pena acompanhar as semanas de moda do mundo.

A poção mágica da Urban Decay

Queria dizer antes de começar a falar sobre esse primer que a maioria desses produtos que tô falando ultimamente foram fruto do meu ano morando nos Estados Unidos, época de vacas gordas onde gastava grande parte do salário em produtos de beauté. Só por isso essa quantidade de produto importado, se não eu curto muito Avon, Vult, Duda Molinos e outros nacionais. Inclusive adquiri umas coisinhas na Avon incluindo o lápis Mega Impact, muito falado. Não sei se farei resenha já que tem muitas por aí, mas talvez role uma comparação com o Urban Decay 24/7.

Bem, vamos ao assunto desse post, o Urban Decay Primer Potion. Esse primer é muito conhecido pelas locas da maquillage da webesfera (me recuso a usar blogosfera), pois tem fama de ser muito potente na fixação e no destaque das cores das sombras. Eu realmente pude comprovar o primeiro fator, é uma loucura, são dias de fixação de maquiagem.

Mas vamos atentar para o ~sabor escolhido, como vocês podem ver eu não comprei o original. Como sou muito chegada num brilho e de primer já tinha um Paint Pot na MAC, eu me joguei nesse UDEPP (Urban Decay Eyeshadow Primer Potion para quem não percebeu) chamado Greedy, significa GANANCIOSA. Achei apropriado.

Esses UDEPPs tem em algumas cores além do original, se eu não me engano é esse e o nude, não me recordo se existe mais algum. O Greedy brilha. Mas não é aqueles glitteres (?) gigantes, o bagulho é tipo um iluminador mesmo! Aliás, você pode usar como iluminador, é só querer. IBAGENS, eu quero IBAGENS:

Ele é douradinho, na foto está bem concentrado e como sempre, só pra manter a tradição e qualidade dos swatches horrorosos, não dá pra ver o brilho e tal. Mas percebe-se que ele poderia ser usado facilmente sozinho na pálpebra ou bem espalhado em pontos estratégicos iluminando tudo.

Uma outra coisa importante a ser dita sobre o Greedy é que senti que ele altera um pouco as cores das sombras, por conta do amarelo e também do brilho. Ou seja, uma sombra matte talvez não fique tão matte assim, e uma sombra clara pode ficar com a cor alterada.

Achei válida a aquisição – que na verdade veio num kit da Benefit com mais um monte de coisa então ficou muito mais barata – e é uma alternativa legal para quando buscamos produtos curingas para nossa necessaire.

P.S.: gostam desse novo cabeçalho ou preferem o anterior?